5 aspectos que podem determinar o sucesso de um relacionamento

woman holding man s hand during day

Quando conhecemos alguém, o nosso nível de interesse na pessoa tem muito a ver, em primeiro lugar, com aspectos visuais, como a aparência: sua altura, sua cor de pele, suas roupas, e, no geral, se você a achou bonita.

Em seguida, entram informações básicas da vida da pessoa, como sua profissão, onde ela mora e trabalha, sua religião, sua família, sua situação financeira, entre outras coisas. Além disso tudo, ainda existe a tal da “química”: quando você se relaciona com a pessoa e sente se vocês realmente se entendem, se o beijo é bom, se o sexo é satisfatório, enfim.

O problema é que esses fatores, apesar de serem facilitadores na hora de conhecer alguém, podem se tornar aspectos não tão importantes assim quando falamos de relacionamentos duradouros. O que você considera qualidade física de alguém, pode não estar lá pra sempre.

Você pode achar a profissão de alguém muito interessante, mas no fundo ela não se sentir feliz naquela área, ou então simplesmente querer mudar de carreira. A situação financeira pode mudar. O cabelo pode mudar. O peso pode mudar. Tem muita coisa que pode mudar. Com o tempo, talvez essa tal “química” não seja suficiente pra manter o casal em harmonia.

É importante a gente entender que os aspectos “invisíveis” são os que realmente seguram a onda de um casal e o mantém feliz. É por isso que vou listar agora alguns desses aspectos que considero realmente importantes pra relação durar muito.

1. Gentileza e humildade no relacionamento

Um dos primeiros aspectos a ser descoberto na personalidade de uma pessoa é o seu nível de bondade. É importante reparar não só na forma como a pessoa nos trata, mas como ela trata os outros. Principalmente como ela trata pessoas das quais ela não necessariamente depende.

Provavelmente ela vai te tratar muito bem, pois está interessada em você. Mas como ela trata o porteiro do prédio dela? E o garçom? E alguém que esbarrou nela na rua?

Esse tipo de situação mostra como alguém pode se revelar. Uma pessoa que se comporta de maneira super doce com você mas que, em situações como essas, se mostra alguém intolerante, impaciente e arrogante.

Se você repara que ela trata a todos de forma gentil e humilde, independente de quem seja, é um ótimo sinal.

gentileza

2. Objetivos de vida parecidos

Para um relacionamento sério se tornar duradouro, suas metas e objetivos de vida precisam ser minimamente semelhantes. Um grande erro cometido nas relações é tentar mudar os objetivos do parceiro, a fim de adequá-los aos seus. Ou então achar que ele vai mudar com o tempo. Um exemplo é a pessoa que quer ter filhos e o parceiro não. “Quando chegar a hora ele vai querer ter filhos sim”: essa hora pode nunca chegar porque vocês têm objetivos diferentes de vida.

É interessante que esse casal em potencial se imagine em situações futuras juntos. Às vezes ficamos meio “cegos”, principalmente no começo da relação, mas essas situações importantes é que vão estabelecer o nível de sucesso do casal a longo prazo.

objetivos

3. Sinceridade emocional

É claro que pessoas que estão se relacionando precisam ser verdadeiras uma com a outra. Mas quando eu falo de sinceridade emocional, me refiro a situações do cotidiano onde devemos ser honestos sobre o que estamos sentindo. Sabe aquele clássico caso onde a pessoa está chateada e não fala o motivo? Ou então faz algo ruim pra se vingar quando está magoada? Não dá pra viver assim!

O casal precisa ser aberto a essas conversas. Se algo te chateou, seja sincero. “O jeito que você falou me magoou”. Às vezes, tudo que a gente quer ouvir é um: “desculpa, não percebi que te chateei” e pronto. Se não estabelecerem esse tipo de comunicação no começo da relação, as mágoas vão se acumulando e, com o tempo, as brigas vão só aumentar.

image-placeholder

4. Bom humor

Minha mãe sempre me dizia: casais que riem juntos, ficam juntos. E eu realmente acredito nisso. Se a pessoa por quem você se interessa tem um humor completamente diferente do seu… Fica difícil. Sabe aquele casal onde um é reprimido pelo outro quando faz alguma graça? Acontece muito.

Claro que encontrar alguém que tenha o humor igual ao seu também é difícil. Mas o ideal é que um veja graça no outro. Aliás, é mais do que simplesmente rir das mesmas coisas, se trata de enxergar graciosidade no outro. Um se divertir com o jeito do outro, com as manias, com a forma de falar e tudo mais. Esse é um fator comum de amizades, e quando você tem amizade com seu parceiro, tudo fica melhor.

bom humor

5. Interesse, paciência e carinho

Após um tempo em que o casal está junto, aquela excitação exacerbada do começo da relação começa a se esvair. Se for realmente um relacionamento duradouro, essa sensação poderá evoluir pro amor e cumplicidade.

É interessante reparar em como o parceiro pode mudar ao longo do tempo. Ele pode, por exemplo, dar sinais de impaciência e ser grosseiro. Também pode parar de te elogiar, de ser romântico. Não são bons sinais…

Para uma relação ser durável, é preciso demonstrar interesse pelo parceiro. Mais do que desejo, é necessário se engajar na vida do outro, viver os problemas e alegrias juntos. Conversar, manter a relação saudável, entender os sentimentos da pessoa.

Compreender que, o que é uma besteira pra você, pode ser algo gigantesco pro outro, e vice-versa. Se o casal mantiver o interesse na vida um do outro, ter paciência com seu jeito e seus problemas, e nunca deixar de ser carinhoso, esse relacionamento tem grandes chances de ser beeeeem longo e muito feliz.

interesse

Esses são alguns dos fatores em que eu presto atenção no meu relacionamento e acho que dá muito certo!

Mas agora é sua vez de falar: quais desses aspectos você considera mais importantes na relação? Faltou algum? Diz aí!